Centenário de Cartier-Bresson

Na esteira dos duzentos anos de morte de Machado, destacamos o centenário de Henri Cartier-Bresson. O fotógrafo mais importante do século XX completaria hoje cem anos. Considerado por muitos o pai do fotojornalismo (ao lado de Robert Capa), o artista imortalizado pelo seu “momento decisivo” – do livro The Decisive Moment, tradução para o inglês de Images à la Sauvette – receberá as devidas homenagens na França, onde se nasceu e se notabilizou. Estão previstas exposições e a publicação um livro dedicado ao autor.

Ainda não vi nenhum movimento das editoras brasileiras no sentido de publicar as obras do autor, o que é uma lástima. A Cosac Naify já publicou Robert Capa. Será que ninguém quer apostar em Bresson?

Enquanto não lançam nada do mestre, fiquem com um pouco da arte de Cartier-Bresson

Anúncios

Uma resposta

  1. 2008, o ano que não começou. Jornalistas, editores e demais profissionais devem ter ganhado alguns fios brancos com tanta data comemorativa em um ano só. Dentre os que me vêm à cabeça agora além dos citados Bresson e Machado estão Guimarães Rosa, Arthur Azevedo, 50 anos da nossa primeira Copa, 40 do ano que não acabou… se procurar há mais.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: