Origem do curso de Produção Editorial

O que é Produção Editorial? Se explicar para os pais que faculdade você faz já era difícil, imagine encontrar entre pastas empoeiradas a origem do curso mais redondinho da ECO? Este foi o desafio que o Grupo de Estudos em Produção Editorial, liderado pelo Coordenador do curso, professor Paulo César Castro, e pela professora Ana Sofia, aceitou em meados de setembro de 2007. Tarefa nada fácil.

Antes de a prof. Maura Sardinha participar da equipe de reformulação do curso de PE, pouco se sabia sobre a origem do nosso querido curso. Não havia registros confiáveis ou informações precisas. Tudo era baseado no “disse-me-disse”. De lá para cá, do pouco que conseguimos, sabemos que, em 13 de março de 1967, a Escola de Comunicação/UFRJ transforma-se numa das unidades que compõem o Centro de Filosofia e Ciências Humanas da UFRJ. Em 4 de março de 1968, a ECO é instalada como unidade autônoma no antigo prédio do Instituto de Eletrotécnica, na Praça da República, com corpo docente oriundo do curso de Jornalismo da Faculdade Nacional de Filosofia (instituído em 13 de maio de 1947).

Até 1968, “Editoração” era um dos departamentos da Escola de Comunicação, assim como Jornalismo, Publicidade e Propaganda, Relações Públicas e Audiovisual. Em 1971 a ECO se transfere para as instalações físicas do campus da Praia Vermelha e ganha currículo reformulado, renovação de corpo docente e criação do curso de pós-graduação. A partir de 1972 a ECO ganha autonomia como unidade de ensino, pesquisa e extensão em Comunicação Social com quatro habilitações: Editoração, Jornalismo, Publicidade e Propaganda e, posteriormente, Radialismo. O curso de Editoração deixa de ser um simples departamento, assim como os outros, passando a ser uma dessas habilitações, e mais tarde ganha o nome de Produção Editorial, com reformulação curricular.

Em 2001, após dezesseis anos de vigência do Currículo Mínimo em seus cursos de graduação, a Escola de Comunicação (ECO) da UFRJ propõe uma outra estrutura curricular a partir de um novo projeto pedagógico. E essa Reforma Curricular estabelece cinco principais diferenças: entrada única, ciclo comum, integração entre teoria e prática, ampliação do número de disciplinas complementares e redução do número de pré-requisitos. Houve na última semana de abril de 2001 uma discussão da reforma, cuja importância era incluir reuniões oficiais dos departamentos da ECO, onde ementas e bibliografias das novas disciplinas seriam apuradas e as antigas, revistas.

Naquela semana, o grupo de trabalhos da habilitação Produção Editorial, sob nova coordenação, apresentou proposta de mudança mais radical na estrutura curricular que vinha sendo elaborada desde o início de 2000, cobrando a volta de maior número de disciplinas obrigatórias e aumento da carga horária global. Decorre deste pedido a diferença na estrutura entre o currículo de Produção Editorial, com mais disciplinas obrigatórias, e os das demais habilitações: quatorze disciplinas passam a ser obrigatórias em Produção Editorial enquanto nas outras habilitações são apenas doze.

Atualmente, o curso de PE tem mais professores e disciplinas novas, algumas lecionadas por professores substitutos, que só podem renovar o contrato até mais um ano, totalizando dois anos na ECO. Mas desejamos que, com a nova reformulação que o governo fará na graduação (por conta do PRORECON), abram mais vagas para professores e mais disciplinas sejam criadas, além de um curso de Pós-graduação em Produção Editorial.

(Taynée Mendes e Vânia Garcia)

Anúncios

8 Respostas

  1. Prezados/as.
    Gostava de saber (favor) se vosso cursos são presenciais ou não?
    Tento identificar cursos nas áreas de editoração, não presenciais. Podem ajudar-me?
    Atenciosamente
    Marcio Santos

  2. Sou jornalista formada pela ECO. Gostaria de saber se a única maneira de entrar para o curso de Produção Editorial é através de vestibular ou se existem vagas para ex alunos ou alguma outra forma de ingresso ?
    Obrigada,
    Elizabete S. Novaes

  3. Elizabete, a ECO, assim como as outras unidades da UFRJ, publica edital duas vezes ao ano para Isenção de Vestibular sim. Geralmente a ECO abre 2 vagas para isenção. A pessoa se inscreve e faz prova específica da área junto com os candidatos de transferência de faculdade e de mudança de curso. O edital é publicado no início e no meio do ano no site da PR-1 (www.pr1.ufrj.br). Você também pode conversar com o coordenador do curso de PE ou com o Diretor Adjunto, caso queira obter informações mais precisas. Boa sorte e seja bem-vinda!

  4. Caros,
    sou formado em Editoração pela ECA-USP e pesquiso, na pós-graduação, temas nessa área. Quero parabenizá-los pela iniciativa. Gostaria apenas de fazer uma ressalva a algo que vocês escrevem: para que lutar por uma pós-graduação em Produção Editorial se as pesquisas sobre essa área podem ser feitas em pós-graduações de Comunicação, Letras, História, Ciência da Informação etc.? Acho que o caminho pelo reconhecimento do curso e da área não é segregar, mas ter seu valor reconhecido dentro das instâncias que já existem.
    Abraços do novo leitor,
    José Muniz Jr.

  5. Olá,

    primeiro parabéns pelo trabalho de pesquisa… é muito esclarecedor e funcional para quem busca conhecer mais sobre o ramo.

    Gostaria de saber se algum de vcs pode indicar um bom curso de Produção Editorial aqui em São Paulo. Sou formado em História e estou encontrando alguma dificuldade para fazer essa pós…

    Obrigado e forte Abraço

  6. Adorei o blog, muito bem elaborado!!!
    Sou estudante de Letras, adoro essa área editorial, acho muito estimulante a produção de um livro.
    Já participei de trabalhos de revisão freelancer para a editora Record e adorei!!!
    Gostaria de saber como um profissional de Letras se encaixa no ambiente editorial e também se existe curso de especialização em produção editorial.

  7. Tenho a mesma dúvida da Márcia, faço letras na UFRJ e sou apaixonada pela área de edição.

  8. Olá! Gostaria de saber se existem bons cursos de especialização/pós em Produção Editorial, em São Paulo! Encontrei alguns no Rio de Janeiro, porém está difícil achar em São Paulo.
    Espero resposta!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: