Boas livrarias, bons momentos

livrarias

A Ateliê Editorial lança o Pequeno Guia Histórico das Livrarias Brasileiras, contando as histórias destes estabelecimentos charmosos, que adoramos tanto, que alguns chamam indelicadamente de ponto-de-venda.

Uma livraria é boa para toda praça, apesar de sabermos que em se tratando de cidades do interior, possuir livraria é um luxo. Porém, nas nossas grandes cidades esses espaços marcaram, marcam e marcarão o quotidiano de milhares de brasileiros até onde a tecnologia permitir.

Esse é mais um título que a editora lança especialmente tendo em vista as questões livreiras, para nós de produção editorial, honras à Ateliê Editorial.

 

Mais livros em: http://www.atelie.com.br/loja/pagina.php?categ=ct6&pags=3

 

Anúncios

Uma resposta

  1. Realmente chamar livraria simplesmente de “ponto-de-venda” é um pecado. Mas depende também da livraria, ponto-de-venda você compra e pronto, livraria mesmo você não tem vontade de sair. Saraiva é ponto-de venda, Cultura é livraria.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: