Carlos Eduardo Ernanny, da Gato Sabido, vai à ECO falar sobre sua atuação no ramo do livro digital

Carlos Eduardo Ernanny, presidente da Gato Sabido, primeira eBook store brasileira (www.gatosabido.com.br), fará uma palestra sobre livro digital e sua comercialização para os alunos do curso de Produção Editorial da Escola de Comunicação da UFRJ no dia 16 de novembro (terça-feira), de 11 às 13h.
O site da Gato Sabido foi lançado no dia 17 de dezembro de 2009 com um acervo de aproximadamente 200 títulos e atualmente já dispõe de cerca de 2.000 livros em português. Em inglês, são mais de 120 mil. Tem entre seus clientes cerca de 60 editoras, entre elas Zahar, Companhia das Letras e Globo.
O empresário é responsável também pela implantação do sistema de armazenamento e distribuição de livros digitais Xeriph.
A ida de Carlos Eduardo à ECO é importante para ajudar a desvendar o terreno novo do livro digital, movido por siglas como ePub, PDF, DRM…

Anúncios

Mercado editorial tem momento de vitalidade

Apesar de ter sido publicada no jornal Valor Econômico de 27/7/2010, vale a pena citar aqui a matéria reproduzida no site do Observatório da Imprensa. http://migre.me/1OoqI

Palestra sobre livro digital

Kindle 2, da Amazon

A ex-aluna do curso de Produção Editorial, Lilian Franco, que trabalha com livro digital na Editora Jorge Zahar, vai dar uma palestra sobre o tema na disciplina de Produção de Livro ou Outro Impresso, do prof. Paulo César Castro.

Se você quer saber mais sobre formatos, e-readers, tendências…, não deixe de aparecer!
O convite se estende a alunos de outras disciplinas da ECO

Quem: Lilian Franco
O que: livro digital
Quando: Sexta-feira, 29 de outubro – 11 às 13h.
Onde: Laboratório de Editoração (CPM)
Por que: porque é preciso, é fundamental…
Como: só indo pra saber…

Ning deixa de ser gratuito e rede social do curso de PE fica sem acesso

O Ning passou a cobrar pelos seus serviços de rede social. Com isso, já não é mais possível ter acesso à nossa rede social de Produção Editorial. Concentramos nossos informes e discussões aqui, no WordPress, ou tentamos criar uma nova rede social com o Grou.PS, por exemplo. O bom da rede social é a característica de ponto de encontro virtual.

Monografias defendidas em 2008

Eis algumas das monografias apresentadas pelos alunos de Produção Editorial da ECO/UFRJ em dezembro deste ano. Parabéns aos formandos!

MARTINS, Leonardo Ferreira. “O livro de bolso: análise de sua produção e do fenômeno recente no Brasil.” Orientador: Mario Feijó Borges Monteiro. Rio de Janeiro, 2008. Monografia (Graduação em Produção Editorial) – Escola de Comunicação, Universidade Federal do Rio de Janeiro. 2008.

RESUMO
Este trabalho tem como tema o livro de bolso e procura analisar as particularidades de sua produção, levando em conta as características editoriais, gráficas, comerciais e de distribuição deste tipo de impresso. A marca do livro de bolso é se caracterizar pela acessibilidade, que se traduz nesses elementos supracitados, tornando-o um caso especial de livro. Mais que rotulá-lo apenas segundo seu formato, deve-se compreender todas as outras variáveis que incidem sobre sua produção, desde a escolha do original até a venda, para que se chegue a uma idéia mais esclarecedora e completa acerca do fenômeno. Sucesso nos Estados Unidos e na Europa – na França, por exemplo, sua participação no mercado editorial chega a cerca de 60% do total –, o “pocket book” vem ganhando espaço no Brasil também. Por isso, faz-se um estudo das experiências de grandes editoras no mercado do livro de bolso no Brasil, com ênfase no período iniciado pela coleção L&PM até os dias atuais, com a chegada da BestBolso, tentando comparar as práticas que se desenvolveram ao longo da história do livro, e que vieram a desembocar no livro de bolso (ou livro acessível), com as estratégias empregadas por essas editoras.


PEREIRA, Juliana Werneck de Figueiredo.
“A importância do manual de preparação de originais para autores: ganhos e perdas para o processo de produção de livros.” Orientador: Paulo Cesar Castro. Rio de Janeiro: 2008. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Produção Editorial) – Escola de Comunicação, Universidade Federal do Rio de Janeiro, 2008.

RESUMO
Apesar da preocupação por parte das editoras em enviar aos seus autores um roteiro para preparação de originais, a maioria deles não segue essas orientações, entregando um original muito aquém do esperado. O processo de preparação de originais na editora então se torna mais demorado, o que demanda mais custos à editora e encarece o produto final, o livro. A justificativa recorrente dos autores por não seguir as orientações recebidas é a “falta de tempo para ler o roteiro”, bastante superficial. Este trabalho objetiva, através de análise crítica do roteiro de preparação de originais das editoras Atheneu, Guanabara Koogan e Rubio, identificar os prováveis empecilhos que justifiquem a dificuldade de os autores seguirem tal roteiro. Desconhecimento total ou parcial dos processos editoriais e do vocabulário específico da área editorial, além de falta de coerência entre as instruções e os exemplos dados pela própria editora em seu roteiro, falta de revisão do texto enviado aos autores etc., se apresentam como justificativas mais fundadas. Além dessa análise, propõe-se um modelo de roteiro de preparação de originais mais simples e objetivo, garantindo maior adesão por parte dos autores em seguir tais recomendações, agilizando e facilitando o processo editorial como um todo.